Menu

VIVENDO SEM CARNE – OU MINHA TRANSIÇÃO PARA O VEGETARIANISMO

Falando sobre: Cotidiano
26 out 2016

Antes de começar com o assunto, quero deixar bem claro que essa não é uma postagem com algum tipo de doutrinação, muito menos quero te obrigar a nada. Quero só compartilhar minha experiência num processo que estou passando, ok?
Não sou nem um pouco extremista, acredito que cada um tem direito das próprias escolhas e, mesmo eu deixando de comer carne, meu noivo continua comento dentro da nossa casa e pra mim está tudo bem. Come quem quer, deixa de comer quem quiser também. Nossa amizade continua a mesma, não vá embora por isso, tá bem? 🙂

 

 foto: dc-vegan.com

 

Há muito tempo atrás, eu devia ter uns 18 anos (já tenho 27), estava eu passeando pela Avenida Paulista, em São Paulo, quando uma pessoa me chamou pra ver uma coisa numa tv instalada alí na calçada. Na tv passava um documentário bem violento sobre como é feito o abate de animais para o consumo humano. Eu entrei em choque e, na mesma hora, decidi que não comeria mais carne.

Parei assim, do nada. E do mesmo jeito que parei, voltei a comer tudo de novo. Sim, porque não houve nenhuma transição, eu simplesmente parei e não me preocupei com todos os anos que passei comendo carne e muito menos com quais alimentos eu iria fazer a substituição. Então, depois de uns meses, estava eu me acabando numa churrascaria.

O tempo passou e eu, sinceramente, não acho que chocar com imagens sangrentas foi o melhor caminho pra mim. Adiantou na hora? Sim, mas foi fogo de palha. Não foi uma decisão pensada, foi uma decisão tomada pelo choque das imagens. Então hoje, EU (sim, EU!) acho que conscientizar e deixar as pessoas entenderem sozinhas, tirarem as próprias conclusoões e fazerem suas escolhas é a forma menos invasiva e mais garantida de gerar mudanças.

 

huffingtonpost-ca

 

Bom, independente da motivação inicial, a idéia de deixar de comer carne nunca saiu da minha cabeça. Passei os últimos anos comendo normalmente, mas sempre com aquele sentimento de que talvez eu estivesse fazendo uma escolha ruim para minha vida (de novo, MINHA vida, ok?). Mas é difícil deixar costumes tão enraizados de lado. Deixando mais claro, é difícil sim parar de comer carne, porque é tradicional, porque dá trabalho e porque é gostoso.

Eu cresci numa família que fazia churrasco quase que semanal. Meu pai é das antigas, não gosta de mato no prato, mas gosta de variedade de mistura, ou seja, eu jantava quase que frequentemente arroz, feijão e de mistura, linguiça+ovo+frango ou um combo envolvendo bife ou presunto. Pois é…

Meu pai também fazia o melhor churrasco de todos, então além do costume, comer carne sempre foi uma ação de família e, não posso mentir, é muito gostoso. Churrasco é uma delícia, isso é um fato pro meu paladar.

Mas com o passar dos anos, cada vez mais, comer carne parecia não fazer sentido pra mim. Há 5 anos adotei a Laura e há quase 1 ano, nasceu a Frida no meu coração. As duas são adotadas e tiradas de situação de risco.
E nesse meio tempo eu também me envolvi com proteção animal. Já resgatei cães, já doei alguns, já ajudei de outras formas mais uns outros… e essa atividade me faz bem, pois descobri que amo mesmo cachorro, amo de todo o meu coração e quero fazer o que eu puder, pras minhas duas filhas aqui em casa e pra todos que eu conseguir enxergar.

 

054

Laurinha <3

*Laura, em toda sua finesse nas flores.

E com essa preocupação com os cães, um peso caiu sobre minha cabeça: Salvo os cães, mas o boi vai pro meu prato.

A frase é exatamente essa. Passa na minha cabeça praticamente em todas as refeições, em todas as vezes que vejo um cachorro na rua, ou seja, sempre. Me sinto hipócrita fazendo de tudo por cachorros e não me preocupando com outros animais. E se sentir hipócrita é uma coisa que consome a gente, faz mal. E eu não queria mais me sentir assim.
Então decidi que a hora era agora e que se eu queria mesmo parar de comer carne, precisava me planejar e me comprometer.

 

foto: reddit.com

foto: reddit.com

 

Pesquisei em sites sobre vegetarianismo e descobri que parar a carne vermelha era o primeiro passo. Então que fosse. E em agosto desse ano deixei de comer carne bovina e suína. Sim, o bacon foi nessa leva.

Nao achei difícil pular a vermelha, só fiquei um pouco preocupada em comer fora e ver um bacon, porque eu gosto muito de bacon. Como disse antes, carne é gostoso, né?
Então chegou o dia de enfrentar o bacon. Fui jantar na casa de uma amiga e esqueci de avisar que estava no processo, aí dei de cara com a minha pizza favorita da vida: Brócolis com Bacon. Tive um mini ataque de pânico, olhei pro André e ele foi bem direto: –Tira o bacon e come queijo e brócolis. Ponto final, sem dó nem piedade. Aliás a frase veio até com uma cara fechada junto.
Mas sabe de uma coisa? Foi ótimo, porque eu estava sentindo pena de mim mesma por não poder comer o bacon e ele jogou a real na minha cara. Eu quero uma mudança de vida e vou ficar sendo mimada? Não, não vou.

Tirei o bacon e comi a pizza, descobri alí que o medo era frescura minha mesmo. Não senti vontade de comer o bacon, fiquei feliz com o queijo sobre meu vegetal favorito.

Dessa situação saiu uma lição: quem quer mudar tem que ser forte e não pode sentir pena de si mesmo.

 

pshychoneuron

 

Sabendo que eu estava tranquila pra continuar o processo, decidi ficar uns meses sem a carne vermelha pra me adaptar direitinho. Nesse meio tempo comecei a me consultar com uma nutricionista, expliquei que carne vermelha estava fora da minha alimentação e que queria fazer a transição suavemente, também mostrei minha preocupação com relação aos treino de MMT, que estou fazendo. A reação dela foi super positiva, disse que não tem problema nenhum treinar e ser vegetariano e me fez um cardápio livre de carne vermelha e rico em outras fontes de nutrientes, pra essa primeira etapa.

O cardápio está sendo tranquilo de seguir, ainda como frango e peixe, então as opções são legais. A carne vermelha ainda não fez falta nenhuma nesses dois meses longe dela, então acredito que nunca fará.

Resumindo tudo, estou muito feliz com meu progresso, já descobri que atividades físicas não são afetadas pela ausência de carne e, até agora, tudo está sendo bem tranquilo. E o melhor de tudo é que essa transição está me fazendo me sentir um tantinho menos hipócrita. É só um pouquinho, mas tenho fé que daqui a pouco esse sentimento vai me deixar de vez 🙂

E você, o que acha sobre a transição para o vegetarianismo? Estou querendo mostrar minhas receitas aqui, o que acha?

Beijo!

LOOK TOP DE VERÃO DIY

Falando sobre: Costura, Diy, Looks, Vídeos
24 out 2016

Hoje é segunda, dia oficial de vídeo no canal! haha

Brincadeiras à parte, trouxe um passo a passo com um top bem legal pro verão. Eu usei o que sobrou de neoprene da Saia Lápis que fiz no começo do mês.
Esse top é ótimo também pra ser usado como parte de cima de biquini, é só fazer um pouco mais curto!

Amo essa estampa, então tenho certeza que irei usar demais essa peça. Aliás, tanto ela quanto a saia, que dá pra fazer parzinho e parecer um vestido.

Aqui estão algumas fotos do top. E pra você não ficar só babando nele, o passo a passo está no final do post. Espero que goste! 🙂

img_3199

img_3192

img_3198

 

O que achou do look e do diy do top? Me conta!

Beijo!

1 MÊS DO PROJETO #KARINAFIT – ANTES E DEPOIS

Falando sobre: Vida Saudável
19 out 2016

Estava ansiosa para escrever o primeiro post do projeto #karinafit. Achei que um mês ia demorar muito a passar, mas na verdade os 30 dias voaram!
Comecei o projeto no dia 19 de setembro, iniciando meu treino de MMT na Arena235 e tratamento corporal com a Alê, na In Pulse. Logo em seguida, passei em consulta com a Ivania Cansi, minha nutri, mas ainda demorei um pouco pra fazer os exames (minha culpa!), por isso o cardápio final peguei no dia 11 de outubro.
Faz pouquíssimo tempo que resolvi mudar de vida (um mês é praticamente a adaptação) e comecei a dieta com bastante atraso, então os resultados visíveis não são surpreendentes, mas sinceramente, estou muito feliz com o que conquistei até aqui!

Como prometi, vou mostrar meu antes e depois mensalmente e hoje é a primeira comparação. Mas antes de mostrar as fotos e comparar medidas, quero dizer o que mudou na minha vida, independente de balança ou fita métrica.

Não posso mentir, começar o MMT foi dureza e ainda está sendo! Descobri que minha resistência é baixíssima e a força nos braços é quase nula haha
Pelo menos nos agachamentos e abdominais não me saio mal, talvez por causa do tempo no pilates, mas eu achei que os braços estariam um pouco melhores.

Comecei o treino todo adaptado, as flexões eram feitas de joelhos e usando uma caixa média pra ficar mais alto. Já as barras fixas eram impossíveis, por isso estava usando as argolas, onde os pés ficam no chão e os braços puxam o peso do corpo.
Hoje isso já melhorou, as flexões estão sendo feitas ainda de joelhos, mas já estou usando a caixa mais baixa e as repetições estão mais rápidas. As argolas foram abandonadas e a tão temida barra fixa entrou no jogo – estou usando dois tipos de elástico fortes pra me ajudar, mas já é uma evolução.

 

flexao

 

No MMT temos vários exercícios com essa barra e fiquei muito contente de ver que em um mês já consigo fazer alguns movimentos diferentes, mesmo alguns considerados moderados. É claro que não coloco carga em todos, mas só a barra pesa bastante, então já sinto a vitória aí!
Além disso, tenho mais disposição durante o dia. Faço meus treino bem tarde, às 21h, mas no dia seguinte eu to puro pique pra tudo!

 

14803121_1224078140991756_1435771471_o

 

Falando um pouco da estética, sou uma pessoa com uma facilidade incrível para reter líquidos, por isso uma ajuda nessa parte é muito necessária. Um dos procedimentos que venho fazendo é a Manta de Infravermelho, que ajuda a liberar os líquidos. Ela é bem tranquila, fico 40 mintutos enrolada enquanto ela aquece, depois do tempo saio bem suada e nos dias seguintes já sinto a diferença no inchaço.

Os outros tratamentos estão me ajudando muito na questão medidas e diminuição das celulites, e isso é muito importante pela evolução, é claro, mas também por outra coisa: a motivação! Sim, mesmo que pouco, perceber que a barriguinha está um centímetro que seja menor, já dá um ânimo. E as celulites diminuirem dá mais vontade de continuar ainda!

 

14787634_1224078177658419_216510352_o

 

Sobre a alimentação, ainda estou me adaptando, mas está sendo bem tranquilo. Descobri aqui que dieta não é deixar de comer, é escolher o melhor pra consumir. E isso está mais que provado no meu cardápio, porque as quantidades são bem generosas! Tem refeição que eu não consigo terminar, como no almoço, que tenho muitas opções, mas vou mostrar um exemplo de refeição: são dois filés médios de frango, 3 fatias de batata doce, 3 colheres de sopa de legumes e mais 3 de ervilhas, além de um prato cheio de salada. Olhando assim nem parece tanto, mas depois da salada crua, eu já estou satisfeita, mas ainda tem o restante e, vou falar a verdade, comida saudável enche muito mais e sustenta muito mesmo.

Não sinto fome e nem vontade de comer outras coisas, sabe por que? Porque estou nutrida de verdade, meu corpo não fica me pedindo comida ruim porque está satisfeito e tem tudo que precisa nas refeições que estou fazendo. É inacreditável, mas aquele meu desespero por um docinho no fim da tarde ou depois do jantar sumiu. Juro! Não sinto mais aquela inquietação por um pouco de açúcar, meu corpo está entendendo 🙂

Se for fazer um balanço, estou comendo talvez três vezes mais do que eu costumava comer, mas as comidas são milhares de vezes melhores. Então o resultado é: nunca passo fome, me sinto mais nutrida e mesmo assim perco peso! Quer mais motivação?

Agora vamos às comparações! Do lado Esquerdo são as informções do primeiro dia de projeto e do lado Direito, as de hoje:

19/setembro | 19/outubro    

Peso Inicial: 71,8kg | Peso Parcial: 69,2kg
IMC: 25 | IMC: 24 
Gordura Corporal: 37,4% | Gordura Corporal: 34%     
Idade Metabólica: 35 anos | Idade Metabólica: 32 anos 

Busto: 92cm | Busto: 90cm
Braços: 29cm | Braços: 29cm
Cintura: 77cm | Cintura: 75cm
Abdomen: 96cm | Abdomen: 90cm
Culote: 102cm | Culote: 100cm
Quadril: 107cm | Quadril: 105cm
Coxas: 62cm | Coxas: 60cm
Panturrilha: 38cm | Panturrilha: 38cm

*Tenho braços e pernas simétricos, por isso não coloquei as medidas de esquerdo e direito separadas, já que ambas são iguais.

Vamos dar uma olhada no antes e depois lado a lado? Assim podemos ver mais diferença:

frentl2
costasl1

 

Depois de olhar a comparação de medidas e fotos, sabe como eu estou? Sim, MORTA! Olhando pro espelho todo dia não consigo notar a diferença, mas os números estão aí pra provar.

Olhando as fotos lado a lado, eu percebi a maior diferença no abdomen. A fita métrica não mentiu, né? O abdômen realmente diminui.
Aquela dobrinha da axila também deu uma boa melhorada na frente, nas costas não percebi muita diferença. Outra coisa que vi foi meu papo, sim, na foto está menorzinho rs

As celulites da barriga diminuiram muito também! Inclusive a dobrinha abaixo do top nas costas, está menor, não acham?

Apesar das diferenças serem pequenas, estou muito satisfeita, pois a mudança que estou sentindo supera isso. Estou mais feliz, mais animada e o mais importante, motivada pra continuar a luta!

Se você também é de São José dos Campos e quer mudar de vida também, recomendo fortemente os profissionais que estão me ajudando!

Os treinos eu faço na Arena235, box de MMT, que fica na Rua Carlos Maria Auricchio, 55 – Royal Park, telefone (12) 3933-4020.
Se você não é muito de academia convencional, porque é tudo muito repetitivo, tenho certeza que o MMT é pra você! Faça uma aula experimental, pra se apaixonar também.

A nutri mais fofa da cidade, atende na Avenida São João, 2375 sala 1806 Edifício Helbor Offices. A Ivania é muito atenciosa e tem o consultório com uma vista inacreditável. Você pode agendar pelo telefone (12) 98155-1701 ou conversar com ela pelo insta, ela sempre responde por lá também, é @ivaniacansinutricionista.

Não deixe de fazer uma avalição com a Alê, lá na In Pulse. Te garanto que vai ajudar muito na evolução e também com a auto estima!
A clínica fica na Rua Padre Rodolfo, 260 – Vila Ema, o telefone é (12) 3923-6623.

E aí, o que você achou desse meu resultado no primeiro mês? Se animou pra começar seu projeto também?

Beijo!

 

DIY FANTASIA NOIVA ZUMBI

Falando sobre: Costura, Diy, Fantasia
17 out 2016

9

 

O Dia das Bruxas está quase aí e se você ainda não escolheu sua fantasia, estou trazendo uma opção realista para fantasia de Noiva Zumbi. E o melhor de tudo isso: usando coisas que já temos em casa!

Foi pura coincidência a fantasia ser de noiva, sendo que esse ano eu fiz um Vestido de Noiva de verdade! Sério, eu não planejei pra baterem as duas coisas, mas enfim, acabei sendo noiva duas vezes seguidas!

 

2

 

Quem acompanhou a fantasia que fiz pro carnaval desse ano, de Frida Kahlo, já sabe que eu não sou fã de fantasia hiper sexualizada. Sério, não entendo tudo que é fantasia pra mulher ter que ser mostrando tudo, fazendo ser sexy ao extremo. Nada contra se você quer ser sensual na festa, mas fico triste de ver que as lojas SÓ tem opções assim, quase nada pra quem não curte se mostrar muito.

Pra essa fantasia eu usei camisetas velhas, uma renda baratinha que encontrei no centro, que era colorida, mas deixei de molho na água sanitária pra desbotar (dica boa!) e sangue falso feito em casa, pra sujar e deixar mais real.

Também fiz o véu, usando uma tiara, flores artificiais e um pedaço de uma cortina velha. Tá vendo? É cospobre, mas nem parece haha

 

8 3

 

Fiquei muito feliz com o resultado, ficou do jeitinho que eu estava imaginando. Fui tirar umas fotos no hall do prédio e acabei assustando uma moça! Então pra não correr o risco de assustar mais ninguém, tirei as fotos dentro de casa mesmo.

*Uma dica: cuidado com o sangue falso, ele mancha muito e fica um pouco grudento, mesmo depois de seco.

 

5

1

 

E pra você não ficar perdida aí com a fantasia, fiz um passo a passo em vídeo. Dá o play aqui embaixo e toma cuidado pra não levar um susto! 🙂

O que você achou dessa fantasia? Gostou? Me conta aqui nos comentários!

Beijo!

PERMANENTE DE CÍLIOS – EU FIZ!

Falando sobre: Beleza
14 out 2016

untitled-1

Vocês já ouviram falar de Permanente de Cílios? Pois é, dá pra deixar os cílios curvadinhos e escuros, como se tivesse acabado de passar o curvex!
Fui convidada para experimentar esse procedimento pela Kathrin Schmidt, esteticista especializada em cuidados com o rosto, cílios e principalmente sobrancelhas.

Já costumo fazer minhas sobrancelhas com ela há meses, aliás eu já tinha desistido de fazer as minhas por experiências ruins anteriores, mas acabei encontrando um serviço excelente com a Kathrin.

Fui no começo da semana pra fazer a sobrancelha e testar o permanente de cílios, esperei uns dias pra poder sentir como eles ficariam com o passar do tempo.
O procedimento é bem tranquilo, demora em torno de uma uma hora e não dói nadinha! rs

Começa com a limpeza da região e aplicação de uma cola na pálpebra, onde vai ser aplicado o bob, esse rolinho branco onde os cílios serão colados para pegar o formato.
Nessa hora a estecista precisa trabalhar cada fio para ficar com o formato e desenho esperado, precisa de muito cuidado para o resultado ficar perfeito.

p1

 

Na sequência é aplicado um líquido para fixar os cílios no formato feito com o bob. Então os olhos são cobertos com uma folha de papel alumínio e uma toalhinha por 20 minutos. Passado o tempo, o líquido é lavado e aplicado novamente, por mais 20 minutos.

p2

Desconsiderem essa minha cara de pamonha!

Com isso os cílios já ficarão com o formato curvado, mas pra dar aquele impacto, a Kathrin também tingiu os fios. Foi colocada uma proteção na pele, pra não manchar, e aplicada tintura específica para área dos olhos. Depois de alguns minutinhos, o produto foi lavado e ficou pronto!

p7

 

A recomendação é para não tomar banho muito quente no dia do procedimento, depois segue vida normal.

4

14724238_1219624801437090_9

A diferença foi imensa! Meus cílios ficaram bem curvados, como se tivesse passado uma camada de máscara. No dia seguinte, lavei com meu sabonete facial normal, passei máscara, tirei com demaquilante e os cílios continuaram com o formato intacto! Esperei mais alguns dias e eles continuaram firmes e fortes.
Fiquei muito contente com o resultado e me ajudou na rotina da manhã: estou só passando bb cream no rosto e preenchendo as sobrancelhas, porque não sinto mais necessidade de passar máscara de cílios no dia a dia.
Já era cliente fiel para as sobrancelhas, agora estou ainda mais satisfeita!

A Kathrin recomenda fazer o procedimento a cada três meses para não danificar os cílios.
O procedimento completo, como eu fiz, custa R$201, são R$130 do permanente e R$71 da tintura.

O Espaço KS, onde a Kathrin atende fica aqui em São José dos Campos, na Rua Armando de Oliveira Cobra, 50 – Sala 1409.
O atendimento é agendado por telefone (12) 3302-8921 ou Whatsapp  (12) 98205-3005.

Você já conhecia o permanente de cílios? Ficou com vontade de fazer? Me conta!

Beijo!