Menu

FLÓRIDA – UNIVERSAL ORLANDO | #kbviaja

Falando sobre: Viagens
28 2018

No post passado contei sobre minha passagem pelo complexo Disney, hoje venho contar sobre o Universal Orlando (aka minha parte favorita). Vamos lá?

Dia 05 – Volcano Bay

Chegamos no complexo da Universal na noite anterior, super cansados e fomos direto pro quarto. Por isso, acordamos cedo e fomos dar uma olhadinha no hotel. O Cabana Bay é um dos mais novos hotéis da Universal e tem uma vibe toda retrô, parecendo que entramos num filme entre os anos 50 e 60. Sério, tudo alí respira mid century, desde as estruturas dos prédios, até os guarda-sóis das piscinas.

O hotel conta com vários restaurantes e uma praça grande de alimentação com diversos tipos de comidas rápidas e um plano para fonte de bebidas, que você paga de acordo com os dias que vai ficar hospedado. Essa praça tem preços bons e opções vegetarianas e veganas bem razoáveis.

Depois do café fomos direto pro Volcano Bay, parque aquático novinho em folha! E quem fica no Cabana Bay tem a regalia de poder levar as toalhas do hotel e ainda ir direto em trajes de banho, já que tem uma passagem direta pro parque pelos fundos do hotel.

Logo na entrada recebi uma ‘tapu-tapu’, espécie de relógio que substitui o cartão de crédito e chave dos lockers, muito útil pra não precisar carregar carteira. O parque é bem bonito, com um ‘vulcão’ enorme bem no meio e diversas piscinas, rides aquáticas e praias artificiais. Eu sou muito medrosa, então fiquei só pelos lazy rivers e rides mais tranquilas, mas meu noivo aproveitou todas as mais intensas, principalmente os tubos que descem por dentro e fora do vulcão. Bem radical.

Existem vários restaurantes e bares espalhados, alguns vendem somente bebidas, outros servem bebidas e snacks e ainda alguns com refeições mais completas. Nós escolhemos um fast food com saladas prontas e mac’n’cheese.

A tarde o tempo fechou um pouco e garoou. Como tínhamos ingressos para ver o Blue Man Group, fomos mais cedo pro hotel, jantamos na praça maior e seguimos depois pro teatro.

Recomendo fortemente o show do Blue Man Group, foi uma das melhores experiências que tive em Orlando. A atração vai muito, mas muito, além daquelas amostras deles batendo nos tubos nos programos de domingo aqui do Brasil. Dura uma hora e meia, que eu podia jurar que eram quinze minuto. Vale cada centavo pago!

Após o show voltamos pro hotel descansar um pouco pra continuar os parques no dia seguinte.

 

Dia 06 – Universal Studios

Acordamos e fomos direto pro parque, pois tínhamos reserva pra tomar café no The Leaky Cauldron, restaurante da área Harry Potter. O restaurante tem pratos prontos com opções bem americanas, mas você tem opção de trocar qualquer carne do seu prato por batatas ou ovos, o que já ajuda muito.

Depois do café pegamos o Hogwarts Express, trem que liga o Universal Studios ao Island of Adventure, pelas áreas Harry Potter. Tem que se atentar aqui porque seu ingresso precisa ser ‘park to park’, que dá acesso aos dois parque no mesmo dia. Se não for, você pode pagar uma taxa alí na plataforma mesmo pra poder passear no trem.

É bem interessante fazer o caminho nesse sentido, porque no meio da fila tem uma entrada 9 ¾ entre as placas 9 e 10. O trem tem cabines com telas que servem de ‘janelas’ onde mostram o caminho igual ao filme.

Chegando em Hogsmeade, nos dirigimos de volta pra estação, pois a intenção era fazer primeiro o Universal Studios.

Esse parque tem diversas áreas homenageando cidades americanas, então só o passeio por lá, prestando atenção nas estruturas e decorações já vale a pena.

Nossas rides favoritas do parque são Harry Potter and the Escape from Gringotts (montanha russa e simulador),  Revenge of the Mummy (montanha russa fechada), Men in Black Alien Attack (carrinho com competição de tiro), Rock it (montanha russa que sobe a 90 graus), E.T. Adventure (ride do filme E.T. bem antiga, mas muito bonitinha), The Simpsons Ride (simulador),

Almoçamos na área dos Simpsons, onde tem uma praça de alimentação ambientada no desenho, com ‘Bar do Moe’, ‘Luigi’s Pizza’, ‘Krusty Burger’, entre outros. Escolhi o hambúrguer de feijão do Krusty Burger e não me arrependi! Se não for o melhor hambúrguer da minha vida, está no top 3. Vale a pena pedir o Flaming Moe’s, bebida artificial de laranja que solta uma fumacinha.

No fim do dia vale dar uma passadinha na área do Harry Potter, pra tomar um sorvete da Florean Fortescue’s. Eu pedi um Sunday, mas qualquer sorvete de lá é maravilhoso!

Esse parque não tem show de encerramento, então voltamos pra casa cedo e comemos no próprio hotel, já que a comida é gostosinha e bem em conta!

 

Dia 07 – Island of Adventure

O dia começou chovendo, mas não me desanimou pro último parque em Orlando. Uma coisa muito boa de enfrentar os parques com chuva é que a maior parte dos turistas somem! Isso mesmo, o parque estava super vazio e conseguimos aproveitar tudo sem filas ou com filas de 5 minutos.

Começamos a visita direto pela área do Harry Potter desse parque. Também tínhamos reserva pra tomar café, dessa vez no Three Boomsticks. Li bastante que esse restaurante é melhor que o The Leaky Cauldron’s, mas eu não achei. Os pratos são basicamente os mesmo, com poucas diferenças e quase nenhuma opção sem carne. Da mesma forma, você pode trocar as carnes por batatas ou ovos.

Nesse parque podemos visitar Hogwarts, uma ride tão, mas tão legal, que até a fila dá vontade de ficar mais tempo, de tão rico que são os detalhes. A ride do castelo se chama Harry Potter and the Forbidden Journey e é um simulador incrível, de longe uma das mais legais de Orlando.

Aqui também dá pra pegar o Hogwarts Express no sentido inverso, recomendo fazer o caminho de ida e volta, já que as animações na cabine são diferentes.

Na área dedicada ao Jurassic Park, o River Adventure é uma ride muito legal, por retratar o filme, mas só vá se quiser se molhar muito. E quando digo muito, é muito mesmo!
Se for fã de Jurassic Park como eu sou, visite o Discovery Center. É um retrato do visitor center do filme, com esqueletos e um berçário de dinossauros, onde você pode ver um bebê nascendo e até tocar nos ovos.

Outras rides legais são: Skull Island: Reign of Kong (simulador muito bom, com fila interativa), Dudley Do-Right’s Ripsaw Falls e Popeye & Bluto’s Bilge-Rat Barges (ambas atrações que molham), The Amazing Adventures of Spider-Man (simulador imperdível).

Minha ride favorita de todos os parques é a The Incredible Hulk Coaster, montanha russa que já começa lá de cima e com um looping! Dá mais medo olhar do que andar e recomendo não sair de lá sem aproveitar. Como o parque estava vazio, fomos três vezes nela!

Nesse dia almoçamos no Mythos, restaurante meio escondido na área da Grécia. Ele é só o melhor restaurante de parque de diversão do mundo! O menu é incrível, com diversas opções vegetarianas e você tem a liberdade de escolher um prato não vegetariano e pedir uma versão dele ser carne. O atendimento é surreal e o preço fica bem abaixo da média de um almoço em qualquer outro parque.
Pedimos uma entradinha de pães e pastinhas e um risoto de vegetais, tudo extremamente gostoso.

Como o parque estava muito vazio e terminamos tudo cedo, aproveitamos pra ir outra vez no Disney Springs pra jantar. Depois voltamos pro hotel porque no dia seguinte íamos pra Miami!

No próximo post a diversão dos parques dá espaço pras belezas de Miami. Não vai perder!
Beijo!