Menu

FLÓRIDA – PARQUES DA DISNEY | #kbviaja

Falando sobre: Viagens
20 2018

Oi! Estou aqui tirando as teias de aranha desse bloguinho e pronta pra colocar ele pra trabalhar de novo!
Amo escrever, mas acabei deixando esse espaço de lado e quero voltar  a ativa. Por isso venho compartilhar minha última viagem: duas semanas na Flórida!

Dividi essa trip em partes, Orlando, Miami e Key West. Essa é minha segunda ida pra região dos parques mais famosos do mundo, mas primeira vez nas outras regiões do estado da Flórida.
Como sempre, compartilhei a viagem toda nos stories (segue lá @karinabelarmino) e também em vlogs no canal, pra assistir é só clicar aqui!

Hoje vou relatar a primeira parte: Parques da Disney em Orlando!

Dia 01 – Hotel e Disney Springs

Depois de muita espera, atrasos de voo, conexões perdidas, cheguei em Orlando!
Meu primeiro destino era um dos hotéis da Disney, então peguei o shuttle para o meu hotel no aeroporto mesmo (é de graça, só agendar pelo app da Disney).
Fiquei no All Star Sports, mesmo hotel que me hospedei em 2013 (minha primeira visita à Orlando).

Deixei esse primeiro dia livre de atividades, justamente por imprevistos que poderiam acontecer. Com o tempo que sobrou arrumei minhas coisas no quarto e fui fazer uma visita ao Disney Springs, centro comercial do complexo da Disney.
O Disney Springs é muito legal pra passear, fazer compras e comer. Tem diversas lojas legais, muitas são unidades únicas na Flórida, como a Uniqlo. Além de restaurantes e confeitarias desenvolvidos especialmente para o local.
Jantamos no Raglan Road, uma espécie de pub irlandês, com muita opção de cerveja e apresentação de música e dança. Animação não falta, me diverti demais! O cardápio tem algumas opções vegetarianas muito boas, pedi o único risoto veggie e uma porção de cebolas, que veio com um molho imperdível! As cervejas foram escolhas do André, meu noivo, já que não entendo nada do assunto, mas a garçonete entendia muito bem de cada uma.

Depois de jantar, demos um passeio pelo centro e passamos na Erin McKenna’s, uma doceria vegana nova iorquina. Tem muita coisa apetitosa e com preços honestos. Escolhi uma fatia de torta de nozes e levei pro hotel. Dormi cedo para aproveitar bem o dia seguinte, quando começaria de fato a maratona de parques!

 

Dia 02 – Hollywood Studios

O dia começou bonito, com sol, mas temperatura amena. Pegamos o ônibus disponível no hotel para o parque Hollywood Studios. Chegando lá corremos para o Toy Story Mania, por ser uma atração super concorrida e não termos conseguido o amado Fast Pass (passagem que dá direito a fila agendada e mais curta). A atração conta com carrinhos equipados com ‘armas’ laser e você precisa atirar em objetos que aparecem em diversas telas, para fazer pontos. O mais legal é que a pontuação aparece no final e dá pra saber quem foi o melhor do carrinho.

Passeamos pelo parque, que é muito bonito cheio de construções em estilo art deco, e visitamos as atrações mais famosas: Rock’n’Roller Coaster, The Twilight Zone Tower of Terror, Star Tours. Todos com fast pass agendado com bastante antecedência, pois são muito concorridos.

Em alguns horários do dia, tem um desfile de Storm Troopers na avenida principal do parque. Mesmo que você não seja lá muito fã de Star Wars, recomendo muito, vale a pena se informar logo na entrada sobre os horários.

Almoçamos na ABC Comissary, restaurante fast food com muitas opções de sanduiches e um Vegan Burguer, que foi minha escolha. Também pedi batatas e limonada de morango, tudo muito gostoso e com preço bom comparado ao geral dos parques (a limonada vem com canudo do Mickey de suvenir).

A noite o parque tem a atração Fantasmic! que é simplesmente o show mais lindo da Disney, vale muito a pena esperar pra assistir o espetáculo orquestrado pelo próprio Mickey.
Como já havíamos assistido na primeira visita, decidimos assistir ao espetáculo do Star Wars que fica na praça principal. Não tem comparação com o Fantasmic!, mas é legal, principalmente pelas projeções e surpresas.

Jantamos no 50’s Prime Time Café, restaurante ambientado em uma casa dos anos 50, com tv passando programas antigos e garçonetes que te tratam como família. É engraçado e vale muito a visita!
Nessa noite choveu bastante, por isso voltei pro hotel assim que terminou o show de projeções.

 

Dia 03 – Magic Kingdom

O Magic Kingdom é o parque mais famoso e mais visitado do complexo Disney, onde está o Castelo da Cinderella.

Nosso dia começou com café da manhã no Be Our Guest, restaurante ambientado no Castelo da Fera. O menu é bem pequeno e existem duas opções vegetarianas: Quiche de vegetais e Waffle com frutas. Além disso eles servem uma porção de pãezinhos muito gostosos. O salão é muito bonito, pela janela do fundo tem uma projeção de neve caindo em alguns momentos.

Esse parque é dividido em temas: Fantasyland, Adventureland, Tomorrowland, Frontierland e Liberty Square (onde fica o castelo). Cada região é completamente diferente da outra, com rides e decorações dos temas.

Nesse parque aproveitamos muitas rides, nossas favoritas: Buzz Lightyear’s (tiros e pontuação), Seven Dwarfs Mine Train (montanha russa famosinha), Peter Pan’s Flight (ride bem antiga, mas muito fofinha), Jungle Cruise (passeio de barco com motorista que faz muitas piadinhas legais).

Existe um restaurante dentro do famigerado castelo, o Cinderella’s Royal Table. Pra conseguir reserva é uma loucura, precisa ser o mais adiantado possível, então é bom ficar de olho nos prazos pra iniciar reservas de acordo com seu ingresso pro parque.
Ao contrário do Be Our Guest, nesse restaurante a Cinderella já nos recebeu na porta para tirar uma foto. Bem rapidinho, mas deve ser incrível pras crianças!
No ato da reserva já é cobrado o valor da refeição completa, então chegando lá é só esperar seu horário e ser direcionado para uma mesa. As opções são poucas e somente um dos pratos é vegetariano, um couscous, mas o garçom se ofereceu para montar um prato com todos os vegetais disponíveis, então pedimos os ambos!
De entrada escolhemos uma salada com queijo (pode pedir sem queijo!) e de sobremesa um pudim com frutas e mousse de chocolate. Tudo muito gostoso mesmo!
É possível que sua visita seja marcada por alguma princesa que passe pelo restaurante e venha conversar e tirar fotos nas mesas. Por pura sorte, enquanto estivemos lá foram CINCO princesas que nos deram a honra da visita! Inesquecível!

O parque é bem grande e cheio de lugares diferentes pra fazer lanchinhos, paramos no Ice Cream Parlor, famosa pelos ótimos sorvetes e pela pia do Mickey. O preço da pia com sorvete dentro é meio salgado, mas o brinde é muito legal pra quem tem espaço sobrando na mala.
À tarde paramos no Sleepy Hollow pra comer um waffle sandwich, que vem recheado de chocolate e frutas. Uma delícia!

Por mais cansado que esteja, é obrigatório esperar pelo show de encerramento do parque, simplesmente porque é incrível! Um show de luzes, fogos e projeções direto no castelo da Cinderella, que mais parece que está vivo de tão bonito que é!

 

Dia 04 – Epcot

Esse era meu último dia na Disney, por isso já fiz checkout antes de sair. Tomei café na praça de alimentação do hotel, deixei minhas malas guardadas com a equipe que fica do lado de fora do hall e segui pro último parque dessa visita. Eu pulei o quarto parque, Animal Kingdom, pois não me sinto confortável em parques que mantém animais selvagens, assim como não visito zoológicos e aquários. Na minha concepção, os animais merecem viver em seu habitat natural, não em espaços isolados, mesmo que bem tratados. Mas essa é minha forma de pensar, não estou julgando quem escolhe visitar 🙂

O Epcot é um parque dedicado às nações do mundo, aquele que tem uma ‘bola’ prateada. Ele é um dos menores e mais fofos! Na área logo após o globo (que tem uma ride legal dentro, Spaceship Earth) tem a praça Future World, com algumas rides legais espalhadas. A mais concorrida é a Test Track, simulador de teste de desempenho de carros. A fila já é um acontecimento, onde você pode brincar em algumas telas e inclusive criar seu próprio carro. Não vou estragar a surpresa, mas recomento não pular a criação! Quase perdi essa ride por conta do mal tempo, que deixou ela fechada por algumas horas.

Outra ride famosa é Sorin’ Around the World, simulador de voo incrível que te leva pra um passeio cheio de experiências únicas.
Nessa área só essas três são imperdíveis, mas tem muitas atrações legais, só ficar de olho no mapinha (tem app pra isso 😉

Ainda na Future World, passei na Mouse Gear, a maior e melhor loja de itens Disney de todo o complexo! Comprei meu único suvenir de toda a visita Disney, um Donald estilo antigo.

Dei uma passadinha na Club Cool, que é uma lojinha da Coca-Cola com duas fontes de refrigerante, onde você pode experimentar bebidas de diferentes países. A melhor pra mim é a Inca Cola, refrigerante do Perú, que experimentei quando visitei o país em 2016 e me apaixonei. Cuidado com o refrigerante da Itália, quem avisa amigo é! Haha

Passando essa primeira área do parque, tem um lago enorme e em volta pavilhões de países diferentes, cada um com atrações, lojas e até rides de acordo com as tradições de seu país.
A mais concorrida (e extremamente recomendada) é a Frozen Ever After, no pavilhão da Noruega. Não deixe de passar nas lojinhas desse pavilhão, tem muitos docinhos de caramelo gostosos!

Meu pavilhão favorito é o do México, primeiro porque sou completamente apaixonada pela cultura do país e porque é ambientado no ‘día de los muertos’, meu sonho até ano passado, quando consegui realizar! Nesse pavilhão tem um passeio de barquinho com os ‘Três Caballeros’, uma união do Donald, Zé Carioca e Panchito Pistolas, um galo personagem mexicano da Disney.

O pavilhão da China vale muito a pena pelas lojas, construções e uma reprodução do exército de terracota.
Não parei na Alemanha, pois estava chovendo no dia e já tinha passado bastante tempo da primeira vez que visitei o parque. O Biergarten Restaurant é muito bom, com música e apresentações, mas me lembro de ter mais opções para não vegetarianos.

Pra quem gosta de massas, o pavilhão da Itália é muito bom para almoçar. Se quiser um sorvetinho, tente não tomar nesse pavilhão, não porque seja ruim, só que mais a frente tem um melhor! Não deixe de passar na lojinha de máscaras venezianas.

Bem no centro tem o pavilhão dos Estados Unidos. Pode pular! Estamos nesse país, não faz muito sentido perder tempo vendo o que já está sendo visto rs.

No Japão tem uma infinidade de produtos fofinhos e roupas típicas. Lá comprei o famoso Ramune, refrigerante japonês com uma ‘bolinha’ no gargalo, que você precisa pressionar pra abrir. Não é imperdível, mas eu amo muito!

Marrocos tem uma variedade de lojinhas muito bonitas pra visitar e uma reprodução de casa com quintal interior, estilo comum do país.

O próximo pavilhão é da França e aí sim, pode tomar o sorvete na L’artisan des Glaces, a melhor de todas! Pedi casquinha com duas bolas e um macaroon em cima.
Lá também almocei, no Les Halles Boulangerie & Patisserie, uma espécie de padaria francesa, com comida rápida, boa e preço abaixo da média dos parques. Tem muitas opções vegetarianas e algumas veganas, vale a pena.

No pavilhão do Reino Unido tem um pub bem legal, o Rose & Crown e logo em seguida já chegamos ao pavilhão do Canadá. Nos fundos tem uma reprodução de cachoeira canadense que abriga um teatro com apresentação em 360 graus sobre o Canadá. Todos os países têm uma apresentação do tipo, mas só o Canadá vale a pena. Além de ser engraçada, as imagens realmente são incríveis de se ver por toda a extensão do teatro.

No epcot também tem show de encerramento, o IllumiNations, não tão suntuoso como o Fantasmic! Nem tão tradicional quanto o Once Upon a Time, mas é muito bonito e possível de ser visto de qualquer ponto do parque, já que a queima de fogos é feita no centro do lago.
Se não quiser ficar em pé, dá pra sentar na área externa do pub do Reino Unido. Mas chegue bem cedo, pois esse lugar é manjado.

 

Esperei pelo IllumiNations e em seguida fui pro hotel buscar minhas malas e seguir viagem para o Cabana Bay, um dos mais novos hotéis do complexo Universal Orlando. Mas essa parte da viagem fica pro próximo post!

Você já foi pros parques da Disney? Me conta!
Um beijo!